Buscar
  • Sonia Cortez

Sentir...

Não tenho andado a sentir-me muito bem. E este meu desconforto vem pura e simplesmente do meu intelecto, que não descansa, que não entende certas coisas que se passam à minha volta. Existe tanta hipocrisia, tanta falsidade que é algo do qual eu não entendo e sofro com isso.

A minha mente estando mal, reflecte-se imediatamente no meu corpo. Eu até sei porque isto acontece, mas por vezes sinto-me sem forças para lutar contra tanta baixa densidade que envolve o sítio onde estou e consequentemente me tenta envolver também.

Quantas vezes choro, não por dor física, mas por dor espiritual. Aquele tipo de dor que mais ninguém entende, somente quem a sente percebe o que lhe vai na alma.

Como ainda estamos na era do preconceito, há pessoas que ainda não estão preparadas para sentir, e gostam de criar estereótipos, sendo preconceituosas em relação aos outros achando que estão por cima de tudo e de todos e que podem controlar as suas vidas bem como as dos outros. Grande erro. Ninguém consegue controlar a sua própria vida como conseguir controlar a dos outros.

Porque hoje estamos aqui, amanhã não sabemos.

O ser humano ainda não percebeu nada, ainda não percebeu que as suas escolhas são preponderantes para o que possa surgir na sua vida.

Eu falo assim porque já passei por este processo de aceitação daquilo que sou, de ter escolhido caminhos que para mim foram tortuosos, mas que no fim dei conta que fosse qual fosse a minha escolha, sendo ela pelo percurso mais simples, ou pelo percurso mais "espinhoso", daria ao mesmo lugar. Porque nada acontece por acaso, pode demorar mas chegamos lá. Por ter escolhido o caminho, que para mim foi o mais dificil, apesar de muitas vezes sentir culpa, acho que esse caminho era para ser feito, por isso a culpa tem de ser deixada no passado. Pois esta minha escolha tornou-me na pessoa que sou hoje. Com defeitos e qualidades, pois não sou de todo perfeita, mas estas escolhas fizeram-me crescer como ser humano e como ser espiritual.

No fim tudo está no lugar certo.

Por isso caros leitores, sejam quais forem as vossas vivências, não pensem no que poderiam ter feito para evitar isto ou aquilo, pois isso já aconteceu, está no passado, não há volta a dar. Tenho a certeza que fizeram, o que na altura acharam que era o melhor para vocês, foi a vossa Escolha.

À que olhar para a frente, esquecer o passado, as culpas, os ódios... pois isso não nos leva a lugar algum. Vivam a vida dia após dia com fé e esperança e verão que tudo vai acontecer naturalmente.

Mudem a vossa energia, pois só assim a energia à vossa volta mudará. Somos sempre nós que temos de dar o grande passo para a mudança. Vai doer? Vai. Sofre-se muito mas no fim é uma paz e uma luz que entra nas nossas vidas, a qual não queremos que sai jamais.

Até breve

0 visualização